A Escola do Deserto

ATOS 7.20-25 ARA 20 Por esse tempo, nasceu Moisés, que era formoso aos olhos de Deus. Por três meses, foi ele mantido na casa de seu pai; 21 quando foi exposto, a filha de Faraó o recolheu e criou como seu próprio filho. 22 E Moisés foi educado em toda a ciência dos egípcios e era poderoso em palavras e obras. 23 Quando completou quarenta anos, veio-lhe a idéia de visitar seus irmãos, os filhos de Israel. 24 Vendo um homem tratado injustamente, tomou-lhe a defesa e vingou o oprimido, matando o egípcio. 25 Ora, Moisés cuidava que seus irmãos entenderiam que Deus os queria salvar por intermédio dele…

Na semana passada, falamos a respeito de Mateus 22.14, que afirma que muitos são chamados, mas poucos são escolhidos. Vimos por esse trecho que há uma grande diferença entre alguém ser chamado por Deus e alguém ser comissionado por Ele.

Vimos que o chamado vem quando recebemos de Deus um dom, mas que o comissionamento vem somente depois que passamos por um longo período de treinamento e amadurecimento espiritual, em que passamos por provas, e somos aprovados nelas.

A grande questão porque poucos são escolhidos (ou comissionados) é que poucos estão dispostos a se submeter ao longo processo de treinamento requerido por Deus entre o chamado e o comissionamento.

Esse período de treinamento, muitas vezes, é representado na Bíblia pelo tempo de deserto. Isso fica claro, por exemplo, na vida de Moisés. No trecho anterior, citado de Atos 7.20-25, veja que Moisés sabia qual era o seu chamado, pois lemos no versículo 25: “ele cuidava que seus irmãos entenderiam que Deus os queria salvar por intermédio dele…”. Isso mostra que Moisés sabia que era chamado por Deus para ser o libertador de Israel.

No entanto, o que Moisés não tinha entendido é que apesar de chamado para isso, ainda não tinha sido comissionado. Então tentou cumprir o seu chamado na sua própria força. Literalmente tentou cumpri-lo pelo seu braço de carne, matando um egípcio.

Então, Deus leva-o para o lugar onde espiritualmente são formados os homens e mulheres de Deus que querem ser comissionados por Ele: para a Escola do Deserto. Moisés fugiu de faraó para a terra de Midiã, e ali permaneceu naqueles lugares desérticos por 40 anos (Atos 7.29, 30).

O número 40 na Bíblia representa um período de preparação, durante o qual somos submetidos a treinamento e provas, e uma vez concluído esse período de provas (após sermos aprovados nelas), seremos então comissionados por Deus.

Moisés se submeteu a esse período de treinamento de 40 anos no deserto. E qual foi o resultado no final desse período? A resposta encontra-se em Êxodo 3.

ÊXODO 3.1-4, 10 ARA 1 Apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote de Midiã; e, levando o rebanho para o lado ocidental do deserto, chegou ao monte de Deus, a Horebe. 2 Apareceu-lhe o Anjo do SENHOR numa chama de fogo, no meio de uma sarça; Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo e a sarça não se consumia. 3 Então, disse consigo mesmo: Irei para lá e verei essa grande maravilha; por que a sarça não se queima? 4 Vendo o SENHOR que ele se voltava para ver, Deus, do meio da sarça, o chamou e disse: Moisés! Moisés! Ele respondeu: Eis-me aqui! 10 Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito.

O resultado final do período de 40 anos da Escola do Deserto a qual Moisés foi submetido, foi que Deus o comissionou para que cumprisse o seu chamado de libertar o povo de Israel do cativeiro. Perceba que embora desde há muito Moisés soubesse qual era o seu chamado, Deus somente o comissionou para cumprir esse chamado depois de concluir a Escola do Deserto.

Hoje a Escola do Deserto não é um lugar físico, mas sim uma posição espiritual. E o motivo pelo qual tão poucos cristãos são comissionados (ou escolhidos) para cumprirem o seu chamado é porque não se matricularam nem completaram o seu curso de graduação na Escola do Deserto. Esse é o único caminho para sermos liberados por Deus para cumprirmos o nosso destino (alvo, propósito).

Em Cristo,

P.S. (Importante): Se você quiser se aprofundar no assunto deste artigo, recomendamos a leitura do livro Respondendo ao Chamado – Conhecendo e Cumprindo o Plano de Deus, onde analisamos a vida de quatro personagens bíblicos da mesma família (Abrão, seus irmãos Naor e Harã, e seu pai Terá), e seus diferentes tipos de resposta ao chamado de Deus. Maiores detalhes no nossowebsiteno endereço abaixo:

https://www.crescendonapalavra.com.br/produtos/respondendo-ao-chamado-conhecendo-e-cumprido-o-plano-de-deus/

Copyright © 2014 por Rogerio Clavello

Share →