JOSUÉ 10:1-25. 1 Tendo Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, ouvido que Josué tomara a Ai e a havia destruído totalmente e feito a Ai e ao seu rei como fizera a Jericó e ao seu rei e que os moradores de Gibeão fizeram paz com os israelitas e estavam no meio deles, 2  temeu muito; porque Gibeão era cidade grande como uma das cidades reais e ainda maior do que Ai, e todos os seus homens eram valentes. 3  Pelo que Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, enviou mensageiros a Hoão, rei de Hebrom, e a Pirã, rei de Jarmute, e a Jafia, rei de Laquis, e a Debir, rei de Eglom, dizendo: 4  Subi a mim e ajudai-me; firamos Gibeão, porquanto fez paz com Josué e com os filhos de Israel. 5  Então, se ajuntaram e subiram cinco reis dos amorreus, o rei de Jerusalém, o rei de Hebrom, o rei de Jarmute, o rei de Laquis e o rei de Eglom, eles e todas as suas tropas; e se acamparam junto a Gibeão e pelejaram contra ela. 6  Os homens de Gibeão mandaram dizer a Josué, no arraial de Gilgal: Não retires as tuas mãos de teus servos; sobe apressadamente a nós, e livra-nos, e ajuda-nos, pois todos os reis dos amorreus que habitam nas montanhas se ajuntaram contra nós. 7 Então, subiu Josué de Gilgal, ele e toda a gente de guerra com ele e todos os valentes. 8  Disse o SENHOR a Josué: Não os temas, porque nas tuas mãos os entreguei; nenhum deles te poderá resistir. 9  Josué lhes sobreveio de repente, porque toda a noite veio subindo desde Gilgal. 10  O SENHOR os conturbou diante de Israel, e os feriu com grande matança em Gibeão, e os foi perseguindo pelo caminho que sobe a Bete-Horom, e os derrotou até Azeca e Maquedá. 11  Sucedeu que, fugindo eles de diante de Israel, à descida de Bete-Horom, fez o SENHOR cair do céu sobre eles grandes pedras, até Azeca, e morreram. Mais foram os que morreram pela chuva de pedra do que os mortos à espada pelos filhos de Israel. 12  Então, Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel; e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeão, e tu, lua, no vale de Aijalom. 13  E o sol se deteve, e a lua parou até que o povo se vingou de seus inimigos. Não está isto escrito no Livro dos Justos? O sol, pois, se deteve no meio do céu e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro. 14  Não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, tendo o SENHOR, assim, atendido à voz de um homem; porque o SENHOR pelejava por Israel. 15 Voltou Josué, e todo o Israel com ele, ao arraial, a Gilgal. 16  Aqueles cinco reis, porém, fugiram e se esconderam numa cova em Maquedá. 17  E anunciaram a Josué: Foram achados os cinco reis escondidos numa cova em Maquedá. 18  Disse, pois, Josué: Rolai grandes pedras à boca da cova e ponde junto a ela homens que os guardem; porém vós não vos detenhais; 19  persegui os vossos inimigos e matai os que vão ficando atrás; não os deixeis entrar nas suas cidades, porque o SENHOR, vosso Deus, já vo-los entregou nas vossas mãos. 20  Tendo Josué e os filhos de Israel acabado de os ferir com mui grande matança, até consumi-los, e tendo os restantes que deles ficaram entrado nas cidades fortificadas, 21  voltou todo o povo em paz ao acampamento a Josué, em Maquedá; não havendo ninguém que movesse a língua contra os filhos de Israel. 22  Depois, disse Josué: Abri a boca da cova e dali trazei-me aqueles cinco reis. 23  Fizeram, pois, assim e da cova lhe trouxeram os cinco reis: o rei de Jerusalém, o de Hebrom, o de Jarmute, o de Laquis e o de Eglom. 24  Trazidos os reis a Josué, chamou este todos os homens de Israel e disse aos capitães do exército que tinham ido com ele: Chegai, ponde o pé sobre o pescoço destes reis. E chegaram e puseram os pés sobre os pescoços deles. 25  Então, Josué lhes disse: Não temais, nem vos atemorizeis; sede fortes e corajosos, porque assim fará o SENHOR a todos os vossos inimigos, contra os quais pelejardes.

Josué fizera uma aliança precipitada com os homens de Gibeão que tinham agido de forma astuta para preservarem suas vidas diante da ameaça que o povo de Israel representava. Talvez em nossa cultura ocidental alguém sugerisse que a aliança fosse revogada, já que ela tinha sido estabelecida em premissas falsas. Mas é interessante que na cultura oriental isso não era uma opção. Israel fizera uma aliança e ela tinha que ser respeitada (Gálatas 3:15).

Pouco tempo depois, a notícia de que essa aliança tinha sido feita chegou aos ouvidos dos povos da região e eles declararam guerra a Gibeão. Os Gibeonitas imediatamente apelaram para seus parceiros de aliança, os homens de Israel, por socorro e livramento. Sabiam que havia poder em Israel e no Deus de Israel.

Josué teve que entrar nessa guerra. A Bíblia não registra hesitação nem questionamento. Tem-se a ideia de que essa atitude era algo automático. Afinal, parceiros de aliança se ajudam. E Israel teve que guerrear a favor de Gibeão.

A luta é descrita em Josué, capítulo 10, mas algumas coisas chamam a atenção:

  1. Josué entra na batalha, mas Deus lhe dá uma Palavra de vitória (Josué 10:8).
  2. Josué não luta sozinho. A descrição fala da atuação de Josué e da atuação dos céus nessa batalha. É como se a criação comandada pelo Senhor da criação entrasse na batalha com Josué (Josué 10:11-13).
  3. Aliás, a batalha ali literalmente pertenceu ao Senhor porque a Bíblia fala que mais foram os derrotados pela chuva de pedras do que pelas armas humanas (Josué 10:11).
  4. Outro fato que chama a atenção é que a Bíblia nem registra a atuação de Gibeão na batalha. Dá ênfase apenas a Josué e ao Senhor guerreando lado a lado.
  5. Deus usa aquela situação, ainda que originada numa falha, para trazer uma lição e um despojo para o povo de Deus (Josué 10:25).

O que impressiona nessa situação é o poder de uma aliança. Não apenas a aliança humana entre Josué e Gibeão, e as implicações que isso trouxe. Gibeão realmente foi beneficiado por essa aliança com Israel (o que trazia implicitamente o socorro divino), mas o que realmente impressiona é a aliança de Deus com Josué. O Senhor entrou na batalha com Josué para proteger Seu povo e derrotar o inimigo em comum. A luta de Josué era a Sua luta.

Você tem batalhas a enfrentar? Aqueles com quem você tem uma aliança estão em perigo? Os reis se coligaram contra vocês (lutas das mais diversas frentes)?

E aí vem a pergunta chave: Você tem uma aliança com Deus?

Josué não se apartava da tenda; era um buscador de Deus. Ele já mostrava interesse por Deus mesmo antes de se tornar o líder em lugar de Moisés. Isso fez toda diferença em sua missão de vida.

Quando a batalha ocorreu, Deus entrou na batalha com Josué. Os recursos do céu se colocaram à disposição de Josué para vencer a guerra. Uma guerra que a princípio não era uma questão pessoal dele, mas envolvia pessoas com quem Josué tinha uma aliança.

Êxodo 33:11  Falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala a seu amigo; então, voltava Moisés para o arraial, porém o moço Josué, seu servidor, filho de Num, não se apartava da tenda.

Busque a Presença, não se aparte da tenda do encontro no seu  dia-a-dia, faça uma aliança com Deus e viva as implicações e benefícios dessa aliança. 

E se a batalha chegar, Deus entrará na batalha com e por você. 

O Senhor dos Exércitos lutará a seu favor. 

Em Cristo,

Pra. Celia Clavello

Share →